Sagres? Sim, claro.

Um fim de semana em Sagres com muita praia e comida, claro.

Aproveitamos um fim de semana, com direito a folga na sexta feira, e rumamos a Sagres.

Objectivo? Descansar.
Fugir do stress de Lisboa e arejar a cabeça deveria ser um direito. Amo a cidade que me acolheu desde 1998, mas, às vezes, ela consegue ser sufocante.

Portanto, casa para ficar já havia, faltava escolher onde iríamos comer.
O jantar de sexta-feira à noite? O “Mum’s. Sem sombra de dúvida. Os vegetarianos amam, e os que não são, também.

Comida e bebida classe A, não se vão arrepender. Tem um cappuccino de bacalhau inacreditável. O que é que o Vicente de dois anos e meio comeu? Um peixe braseado com batatas a murro, comeu como se de um adulto se tratasse (uma despesa só, este miúdo, e ainda não é adolescente).


No sábado acordamos cedo, fomos para a Praia do Beliche. Quem não tem feito exercício físico vai sentir a grande escadaria, principalmente se tiverem que carregar baldes, mil toalhas e a criança. Saímos da praia para almoçar e procuramos um restaurante bem português. Encontramos o “Retiro do Pescador”, uma boa caldeirada e um pudim a terminar. Comida e atendimento excepcionais. 

O resto do sábado foi dividido entre a sesta do Vicente e um regresso à praia. No que toca ao jantar, ficamos por ali mesmo, na praia do beliche, é mesmo à frente do parque de estacionamento que fica o “Terra”. Não posso dizer que fiquei boquiaberta como com o “Mum,s”, mas bom.

 

Rapidamente o Domingo chegou, é levantar acampamento e rumar novamente a Lisboa, a tempo de ver o futebol que começava à tardinha.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *